Ministério das Relações Exteriores

O Brasil e a Cooperação Técnica Internacional

O Brasil vem trabalhando em parceria com países amigos e organismos internacionais há cerca de seis décadas. Os programas e projetos de cooperação técnica geram benefícios em importantes setores como desenvolvimento social, gestão pública, meio ambiente, energia, agricultura, educação e saúde, o que permitiu construir instituições mais sólidas, aptas a desempenhar suas funções em nível superior de excelência.

O conceito de "parceria para o desenvolvimento", adotado pelo Brasil, consolida a idéia de a relação de cooperação acarretar, a ambos os lados, compartilhar esforços e benefícios. As iniciativas propostas são avaliadas à luz do impacto e do alcance sobre as comunidades receptoras. Esse procedimento implica aprimorar mecanismos de negociação, avaliação e gestão dos projetos, a fim de enquadrá-los às prioridades nacionais.

A cooperação técnica internacional desperta grande interesse num amplo segmento da sociedade, incluindo setores governamentais, e o público em geral, por possibilitar um acesso mais ágil a tecnologias, conhecimentos, informações e capacitação. O papel da ABC é de coordenadora e responsável pela negociação e supervisão dos diferentes programas e projetos negociados e implementados junto a parceiros bilaterais, regionais e multilaterais, além de representante oficial do Governo nas ações de cooperação técnica.

A atuação da ABC abrange os programas e projetos de cooperação técnica recebida do exterior como aquela em que o Brasil é provedor de cooperação técnica horizontal, também conhecida como Sul-Sul.


SAF/Sul Quadra 2, Lote 2, Bloco B, 4º Andar, Edifício Via Office - CEP: 70.070-600 Brasil - Brasília – DF

Copyright 2012 - Agência Brasileira de Cooperação - Governo da República Federativa do Brasil